Sócio do escritório Pinheiro Neto – Advogados desde 1993, em São Paulo, é responsável por um dos grupos do setor contencioso e arbitragem, que compreende atuação, de forma preventiva e litigiosa, nas áreas civil, comercial e direito internacional privado.

Atua, como sócio responsável, em diversos processos judiciais e administrativos, perante cortes de primeira e segunda instâncias e órgãos da administração municipal, estadual e federal. Larga experiência em Direito Administrativo, envolvendo processos de licitação, contratação com o Poder Público e questões regulatórias daí decorrentes. Nos últimos anos, tem se dedicado à arbitragem, conduzindo a discussão e a implementação de cláusulas compromissórias e compromissos arbitrais, bem como atuando ativamente, como advogado de parte e como árbitro, em procedimentos arbitrais no Brasil e no exterior.

Número de procedimentos arbitrais nos quais Gilberto Giusti atuou ou atua:

Como advogado de parte em arbitragens domésticas – 20 (vinte);

Como advogado de parte em arbitragens institucionais internacionais – 6 (seis) perante a Corte Internacional de Arbitragem da CCI; e 2 (duas) perante o International Center for Dispute Resolution, da AAA;

Como árbitro único em arbitragem institucional doméstica – 3 (três);

Como co-árbitro em arbitragem institucional doméstica – 8 (oito);

Como co-árbitro em arbitragem institucional internacional – 1 (um) perante a London Court of International Arbitration;

Como Presidente de Tribunal Arbitral em arbitragens institucionais domésticas – 6 (seis);

Como árbitro único (emergency arbitrator) em arbitragens institucionais internacionais – 1 (um) perante o International Center for Dispute Resolution, da AAA; e como Presidente de Tribunal Arbitral em arbitragens institucionais internacionais – (dois) perante a Corte Internacional de Arbitragem da CCI, sendo um deles em espanhol.

Idiomas: Português (nativo); Inglês (fluente); Espanhol (fluente); e Francês (conhecimento razoável).

Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – USP (1985);

Advogado convidado do escritório Cleary Gottlieb Steen & Hamilton em Nova York, EUA, de dezembro de 1991 a junho de 1992;

Presidente da Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil (2001/2003);

Presidente do Conselho das Câmaras Européias em São Paulo – Eurocâmaras (2001/2002) e membro fundador da Câmara de Mediação e Arbitragem da Eurocâmaras;

Membro da Ordem dos Advogados do Brasil e da Associação dos Advogados de São Paulo;

Membro do Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção São Paulo;

Coordenador do grupo de arbitragem da Comissão de Direito Internacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção São Paulo;

Coordenador do Comitê de Arbitragem do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados – CESA (2006/2008);

Membro do Conselho Consultivo da American Arbitration Association – AAA, de Nova York, EUA;

Membro do Grupo Latino-Americano da Corte Internacional de Arbitragem da Câmara de Comércio Internacional – CCI;

Membro da Corte da London Court of International Arbitration – LCIA;

Árbitro inscrito na Corte Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial (CBMAE);

Árbitro inscrito na SP Arbitral – Câmara de Arbitragem Empresarial em São Paulo;

Árbitro inscrito na Câmara de Mediação e Arbitragem da Associação Comercial do Estado do Paraná;

Árbitro inscrito no Centro de Mediação e Arbitragem da Câmara de Comércio Brasil-Canadá;

Árbitro inscrito na Câmara FGV de Conciliação e Arbitragem, do Rio de Janeiro;

Professor convidado da Escola Paulista da Magistratura para o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu “Especialização em Métodos de Soluções Alternativas de Conflitos Humanos”;

Autor de diversos artigos sobre arbitragem e expositor em vários seminários nacionais e internacionais sobre o tema.